Pele de Asno

Depois do fim da Dolores/Palo que me deixou em um hiato de alguns anos sem acreditar na possibilidade de ouvir boa música santamariense, meu colega Ronaldo Guerche (Filosofia UFSM da safra 2004) acaba de me presentear com os MP3 de sua nova banda, a Pele de Asno.

Nas nove canções que tive o prazer de ouvir em sua Demo, a Pele de Asno nos oferece um trip-hop esperto e enxuto, com elementos do que eu chamaria de um post-rock flertando com o shoegaze (Ronaldo vai me perdoar, tenho ouvido shoegaze em qualquer chiado de guitarra).

Formada por Luciana Alves – (voz), Ronaldo Guerche – (guitarra), Braziliano – (bateria), Daniel Stringini – (piano) e Lucas Machado – (baixo), a Pele de Asno tem cerca de um ano de atividades, embora (pra meu desgosto) tenha realizado poucas apresentações pela cidade. Tão poucas que, para meu azar, ainda não tive oportunidade de assistir nenhuma.

Ronaldo e Braziliano eu já conhecia desde os tempos em que compunham a Dolores/Palo. Em minha primeira audição, esperava que a presença desses monstros sagrados da cena alternativa santamariense fosse garantia de um som semelhante ao que eu já conhecia e sabia que eles faziam. Contudo, a Pele de Asno tem uma levada e uma atmosfera diferenciada: o vocal etéreo e hipnótico de Luciana é, segundo o próprio Ronaldo, um desafio até na hora das gravações, já que fica difícil prestar atenção nos próprios instrumentos quando ela começa a cantar. Posso imaginar. A bateria do Braziliano não apresenta aquele nervosismo “punk-rocker” do período da Dolores, mas cadencia e dita o ritmo desse trip-hop apropriadíssimo para dias de chuva e fins de tarde. O baixo de Lucas e o piano de Daniel fazem a “liga” que dá a atmosfera na qual o próprio Ronaldo (do qual não vou falar muito para não ser puxa-saco) eventualmente frita a guitarra e eventualmente “riffa” melodias cheias de melancolia.

Meu destaque vai para as faixas que abrem e fecham o disco: “Oeste Neon” e “Epílogo”. A primeira tem uma quebra de andamento genial, que faz com que a canção seja quase duas (ainda quero ver isso ao vivo, Ronaldo!). E “Epílogo” é uma explosão caleidoscópica de sentimentos que fecha a Demo e nos faz esperar logo por novas canções. Cada elemento na canção está absolutamente impecável, e será daquelas que ficará no repeat do meu player por algum tempo.

Com a autorização de Ronaldo, deixo aqui um presente de Natal para quem quiser: as nove faixas da Demo, para download.

MySpace da Banda: http://www.myspace.com/peledeasno

Sobre Vítor Costa

Um insistente amador na arte do pensamento. Acha que a existência é feita da mesma matéria que compõe os sonhos. E que cada situação é uma ocasião de aprendizado. Mas que podemos, sim, estar à deriva num infinito de absurdo.
Esse post foi publicado em Por um mundo Punk-Gótico e marcado , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s