Arquivo da categoria: Fábulas Para Entristecer

80 anos de “A Náusea”

Para René Girard, uma obra romântica e não romanesca. Para Milan Kundera, uma aula de filosofia disfarçada de literatura e que roubou o lugar do Ferdydurke de Gombrowicz na história do romance. Para Alasdair MacIntyre, uma perversão imperdoável e tipicamente moderna … Continuar lendo

Publicado em Despojos, Fábulas Para Entristecer | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | 2 Comentários

O adeus de Penélope

O carro estava indo talvez um pouco rápido demais para que Alex o conduzisse com uma única mão. Mas não queria soltar a mão de Penélope. E se dirigir segurando a mão da moça já não era imprudência suficiente, Alex aproveitava … Continuar lendo

Publicado em Despojos, Espiando Pelo Buraco da Fechadura, Fábulas Para Entristecer, Por um mundo Punk-Gótico | Deixe um comentário

A balada de Lulu e seu professor

É aquele velho clichê, sobre como uma vida pode seguir por caminhos completamente inesperados, imprevisíveis. Sobre como a qualquer momento todo um projeto de vida naufraga e dá lugar a outro. Mas também é sobre aquele velho clichê do quanto … Continuar lendo

Publicado em Despojos, Espiando Pelo Buraco da Fechadura, Fábulas Para Entristecer | 1 Comentário

Excertos do Subsolo – “Meu Corpo”

O primeiro significante decisivo foi a expressão “meu corpo”. Naquele momento prestei atenção ao que ela dizia. Ouvi-la dizer “meu corpo” com aquela languidez e displicência trouxe novamente minha atenção àquela conversa. A fumaça do cigarro e o café amargo … Continuar lendo

Publicado em Despojos, Espiando Pelo Buraco da Fechadura, Fábulas Para Entristecer, Por um mundo Punk-Gótico | 2 Comentários

Mr. Nobody: a utopia de viver todas as possibilidades

Continuando essa sequência de posts, que já se arrasta por tempo demais, comento o terceiro filme que decidi classificar como uma “Utopia do Arrependido”. Trata-se de Mr. Nobody, de Jaco van Dormael, com Jared Leto. Praticamente desconhecido no Brasil, Mr. … Continuar lendo

Publicado em Despojos, Fábulas Para Entristecer, Filosofança, Por um mundo Punk-Gótico | Marcado com , , , , , , , , , , , , | 16 Comentários

Brilho Eterno: a utopia do esquecimento

Depois de três meses, volto ao prometido comentário dos quatro filmes que batizei de “Utopias do Arrependimento”. E o segundo na lista é o Brilho Eterno de Uma Mente Sem Lembranças (no original, Eternal Sunshine of The Spotless Mind). Não seria … Continuar lendo

Publicado em Despojos, Fábulas Para Entristecer, Filosofança | Marcado com , , , , , , , , , , | 1 Comentário

Vanilla Sky: a utopia do sonho (lúcido)

O primeiro dos quatro filmes que pretendo comentar é uma refilmagem de outro: Abra los Ojos (1997). Prefiro comentar sua versão norte-americana apenas porque assisti mais vezes. O enredo é muito simples: David Aames (Tom Cruise) é um jovem e … Continuar lendo

Publicado em Despojos, Fábulas Para Entristecer, Filosofança | 45 Comentários