Arquivo da tag: Gerd Bornheim

A melancolia de Ernildo Stein

Algumas leituras serão decisivas, para o resto da vida. No caso de quem se ocupa de filosofia, essa “vida” pode ter pelo menos duas ou três dimensões: pessoal, filosófica e acadêmica. Em alguns casos, essas duas últimas podem coincidir de … Continuar lendo

Publicado em Despojos, Filosofança | Marcado com , , , , , , , , , | 1 Comentário

Porque eu prefiro Milan Kundera

Há uma denúncia que Gerd Bornheim faz da filosofia de Jean-Paul Sartre que poderia se aplicar quase perfeitamente à literatura de Milan Kundera: o fracasso de suas categorias só acontece porque existiria na pena deste pensador, desde o princípio, a … Continuar lendo

Publicado em Despojos, Filosofança | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | 3 Comentários

Cadernos Sartre

Tenho finalmente em mãos a revista onde, pela primeira vez, publiquei um artigo acadêmico sobre a filosofia de Jean-Paul Sartre. Trata-se dos Cadernos Sartre, organizado pelo GES (Grupo de Estudos Sartre) da Universidade Estadual do Ceará. A revista conta com … Continuar lendo

Publicado em Filosofança | Marcado com , , , | 7 Comentários

Por que ser moral? (Ou: O Valor dos Valores)

ENTRADA: Pratos vegetarianos. Quando decidi diminuir – abolir, na verdade – o consumo de carne de meus hábitos vendo nesta reorientação um sentido profundamente ético (preservar a vida/bem-estar dos animais através de um gesto de negação do consumo de certos … Continuar lendo

Publicado em Despojos, Filosofança | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | 13 Comentários