Arquivo da tag: Liberdade

Velhas ideias sobre “autenticidade”

Embora este espaço já não seja, como foi outrora, caracterizado por minhas livres reflexões – que são uma figura do espírito e, como toda figura, pode ser superada – penso que eventualmente possa deixar a pena e o pensamento livres. … Continuar lendo

Publicado em Despojos, Fábulas Para Entristecer, Filosofança | Marcado com , , , , , , , , | 2 Comentários

Mr. Nobody: a utopia de viver todas as possibilidades

Continuando essa sequência de posts, que já se arrasta por tempo demais, comento o terceiro filme que decidi classificar como uma “Utopia do Arrependido”. Trata-se de Mr. Nobody, de Jaco van Dormael, com Jared Leto. Praticamente desconhecido no Brasil, Mr. … Continuar lendo

Publicado em Despojos, Fábulas Para Entristecer, Filosofança, Por um mundo Punk-Gótico | Marcado com , , , , , , , , , , , , | 13 Comentários

Einmal ist keinmal

“Tudo aquilo que é vivido com a consciência da finitude é vivido de forma autêntica.” Eis uma tese que eu atribuiria à Jean-Paul Sartre, sem a certeza de que teria a benção deste pensador. É também uma tese perfeitamente aceitável … Continuar lendo

Publicado em Despojos, Filosofança | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Bagageiro, felicidade e outros mistérios

Não, ainda não abandonei este blog – embora já o tenha tentado algumas vezes. Prometi a mim mesmo que só voltaria a escrever assim que estivesse satisfeito com meu ritmo de redação da dissertação. Acho que atingi algumas metas que … Continuar lendo

Publicado em Despojos, Fábulas Para Entristecer, Filosofança | Marcado com , , , | 1 Comentário

Nossa escolha é a euforia

Eis uma passagem simplesmente memorável de um livro que sobre o qual já falei aqui em uma outra oportunidade. Fiz um recorte que torna o diálogo quase teatral, distorcendo um pouco o sentido que ele assume dentro do romance, com … Continuar lendo

Publicado em Despojos, Fábulas Para Entristecer, Por um mundo Punk-Gótico | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , | 4 Comentários

Porque eu prefiro Milan Kundera

Há uma denúncia que Gerd Bornheim faz da filosofia de Jean-Paul Sartre que poderia se aplicar quase perfeitamente à literatura de Milan Kundera: o fracasso de suas categorias só acontece porque existiria na pena deste pensador, desde o princípio, a … Continuar lendo

Publicado em Despojos, Filosofança | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | 3 Comentários

Instante

Uma citação de Sartre, para terminar o ano. E meus mais  sinceros votos de um feliz ano novo a todos aqueles para quem o ano será novo. “Recorde-se o instante em que o Filoctetes de Gide abandona inclusive seu ódio, … Continuar lendo

Publicado em Despojos, Fábulas Para Entristecer, Filosofança, Por um mundo Punk-Gótico | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário